Imprensa

 

Mais veículos na reposição

* Por Antonio Fiola

No Brasil, o mercado reposição predomina quando o assunto é manutenção do veículo. A demanda de toda a cadeia nasce nas mais de 90 mil oficinas espalhadas por todo País. Isso acontece porque a maioria dos veículos fora da garantia da montadora não faz revisão nas concessionárias, após o período de garantia. À medida que as vendas de novos crescem, há mais possibilidades para a reposição, mesmo com tantas adversidades que o mercado enfrenta.

Varejo e oficinas devem ficar atentos para identificar as necessidades de mercado que variam dependendo de cada região. Agora, nesta época do ano, geralmente, é um período de movimento nas oficinas para revisão de férias.

Para garantir serviços de qualidade ao cliente, além de capacitação, o mecânico  necessita de orientação por parte do varejo na hora da compra da peça. São inúmeros modelos e marcas de veículos que fica impossível saber qual é a peça para determinada aplicação, sem fazer uma pesquisa antes.

A interação entre esses dois elos da cadeia, baseada em relacionamento de confiança, é importante para manter a reposição forte, mesmo com as mudanças que acontecem no mercado. No Brasil, o aftermarket é responsável pela manutenção da frota circulante que vem crescendo a cada ano, diferente do que acontece em outros países da Europa e também nos Estados Unidos, mercados que são mais maduros e possuem outros formatos, cada qual com suas características próprias.

Por aqui, as oficinas independentes se destacam como a solução mais viável para o motorista cuidar do veículo. Para continuarmos nesse caminho, é preciso que cada elo cada execute bem o seu papel, assim como tem feito ao longo de décadas. Essa é a expertise do aftermarket, formado antes mesmo da chegada das montadoras no País.

Outro ponto relevante é difundir o conceito da manutenção preventiva entre os profissionais da reposição e consumidor final, uma vez que não temos a inspeção técnica veicular implantada para a fiscalização de itens de segurança do veículo. O GMA, Grupo de Manutenção Automotiva, está acompanhando o projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados há mais de uma década. Tenho mantido uma agenda de reuniões, em Brasília, e este tema está na pauta.

Que 2014 seja um bom ano para todos!

* Antonio Fiola é porta-voz do GMA - Grupo de Manutenção Automotiva – Programa Carro 100% - www.carro100.com.br e presidente do Sindirepa Nacional e Sindirepa-SP

Add Pingback