Imprensa

 

Releases

São Paulo é a primeira cidade do país a aderir à campanha de conscientização da manutenção preventiva da frota de veículos

09 mar, 2012

Desde de 2007, a capital paulista inseriu em seu calendário oficial  junho como o “Mês da Conscientização pela Manutenção Preventiva de Automóveis” por meio da lei municipal 14.274. A medida já foi estendida para outras cidades (Sorocaba, Bragança Paulista e Ponta Grossa – PR).

Nos Estados Unidos o mês da manutenção preventiva acontece em abril e o Canadá adotou maio.

As experiências realizadas nos Estados Unidos e no Canadá com a campanha “Be Car Care Aware” têm mostrado que o motorista, de uma forma geral, não faz manutenção preventiva em seu veículo.

No Canadá, resultados da campanha “The Canadian Be Car Care Aware” revelam que 85% dos veículos que circulam nas cidades de Montreal, Toronto, Guelph, Winnipeg e Calgary, onde a campanha foi instituída desde 2004, precisam de manutenção.

Nos Estados Unidos, a campanha “Be Car Care Aware” é realizada em sete estados e mostra que de cada 10 veículos inspecionados, oito apresentam problemas em pelo menos um componente. Este ano, foram realizadas 631 inspeções veiculares.

Em São Paulo, já foram feitas várias ações de inspeções veiculares gratuitas que identificaram que todos 2.111 carros inspecionados apresentaram um ou mais problemas.

Resultados dos IVGs “Agenda do Carro”

  • 51,3% com problemas na conservação ou fixação deficiente das correias auxiliares;
  • 43,2% com problemas na conservação ou fixação deficiente da correia dentada;
  • 41,6% com limpador e lavador do pára-brisas danificados ou com funcionamento comprometido;
  • 35% com vazamento de óleo;
  • 33,5%  sem aditivo do sistema de arrefecimento;
  • 8,5% com o nível do líquido do arrefecimento incorreto;
  • 29,9%  com emissão de CO em marcha - lenta acima do limite;
  • 11,7% com emissão de HC em marcha - lentas acima do limite;
  • 27% com extintor de incêndio com validade vencida;
  • 20,5% com folga ou falhas no pedal da embreagem;
  • 31,2% com uma ou mais lâmpadas dos faróis principais fora de funcionamento;
  • 10,4% com uma ou mais lâmpadas da luz do freio fora de funcionamento;
  • 18% com funcionamento deficiente da luz da placa traseira;
  • 9% com o nível do líquido do freio insuficiente ou vencido;
  • 17,5% com os pneus fora da especificação (sulcos com profundidade inferior a 1,6 mm);
  • 19,1% com bateria vencida.

Também, na cidade de São Paulo, a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego – retira das ruas, em média, 300 veículos que apresentam falhas mecânicas e panes elétricas. Se o veículo ficar parado durante 15 minutos para ser removido em via de tráfego intenso (avenida 23 de maio ou marginal Tietê), pode provocar 3,5 km de congestionamento.

Em 2007, foram removidos das ruas, em média, 12.929 veículos por mês, sendo que destes, 9.693 eram veículos quebrados. Os principais problemas apresentados foram defeitos mecânicos (47%), elétricos (18%) e pneus furados (6%).

Esse número de remoções feitas pela CET, não contabiliza os veículos que são guinchados pelas empresas seguradoras, portanto o número de quebras deve ser ainda maior.

Como de forma de conscientizar o motorista sobre os riscos que um carro sem manutenção pode ocasionar, o GMA – Grupo de Manutenção Automotiva – inicia campanha educativa denominada “Carro 100% - Quem tem chega bem”, com a versão “Caminhão 100%” para a linha pesada. “Estamos começando um trabalho de mudança de comportamento do motorista para que ele se preocupe em manter o veículo em boas condições de uso”, revela o coordenador do GMA, Antônio Carlos Bento.

A campanha tem como objetivo mostrar para o motorista que, ao cuidar do seu veículo preventivamente, está contribuindo para a sua segurança no trânsito, economia em consumo de combustível e também com o gasto do reparo, além de ajudar a melhorar a qualidade do ar.

A iniciativa também prevê programa de treinamento para capacitação de profissionais de lojas de autopeças e oficinas mecânicas. “Trata-se de uma iniciativa inédita que visa a conscientização do consumidor e o aperfeiçoamento profissional de profissionais para garantir atendimento e serviços de qualidade em lojas e oficinas”, explica.

A campanha conta com o apoio institucional do Ministério das Cidades, Denatram – Departamento Nacional de Trânsito e da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego.




Add Pingback