Imprensa

 

Releases

Falta de manutenção do veículo pode provocar acidentes no trânsito

09 mar, 2012

Freios e pneus mal conservados e lâmpadas de sinalização queimadas afetam diretamente a segurança do veículo, podendo colocar em risco a vida do motorista, ocupantes e também de terceiros. 

A falta de manutenção dos veículos é uma das principais causas de acidentes no trânsito. O GMA - Grupo de Manutenção Automotiva – destaca a importância da manutenção preventiva dos veículos para tornar o trânsito mais seguro. Para sensibilizar motoristas sobre essa questão, em 2007, foi instituído, na cidade de São Paulo, junho como o “Mês pela Conscientização da Manutenção Preventiva em Automóveis”, de acordo com a lei municipal 14.274.

A proposta é mostrar aos motoristas os benefícios que a manutenção preventiva proporciona, como segurança no trânsito, economia, valorização do preço de revenda do veículo, além de contribuir para a preservação do meio ambiente. Veículos regulados e em bom estado de conservação poluem menos, reduzem o consumo de combustível e o risco de quebra inesperada.

O estudo da GIPA, encomendado pelo GMA - Grupo de Manutenção Automotiva, indica que o motorista não tem o hábito de realizar a manutenção preventiva do seu veículo, uma prática que evitaria quebras e falhas inesperadas e que causam enorme transtorno, sem falar na segurança do trânsito. Dados da pesquisa indicam que 75% dos motoristas só levam o carro em oficinas quando ocorre algum problema, seja por pane elétrica ou falha mecânica. Apenas 16% fazem revisão no automóvel. A média anual é de quatro visitas às oficinas com gasto de R$ 194,00, totalizando uma despesa de R$ 900,00/ano, incluindo troca de óleo.

O GMA destaca a importância dos motoristas fazerem manutenção periodicamente dos itens de segurança do veículo para evitar acidentes.

Pastilhas de freio desgastadas, com espessura inferior a 2 milímetros devem ser substituídas. Do contrário, o freio pode perder eficiência e comprometer o disco.

Desenhados para escoar a água em contato com a banda de rodagem, os sulcos dos pneus devem manter uma profundidade mínima de 1,6mm. Abaixo dessa medida, passam a perder a aderência quando entram em contato com o chão molhado ou em condições de baixo atrito.

Também devem ser feitos o balanceamento e o alinhamento das rodas para evitar o desgaste excessivo ou anormal da banda de rodagem do pneu.

Fazer a calibragem de acordo com as especificações do manual do fabricante, também é outro cuidado importante para manter os pneus em bom estado.

As lâmpadas dianteiras e traseiras são fundamentais para a sinalização do veículo e devem ser checadas e substituídas se estiverem queimadas.




Add Pingback